Tokyo Comic Con 2022 – Press Conference

James McAvoy participou da coletiva de imprensa da Comic Con Tóquio, no Japão. Confira em nossa galeria algumas fotos:


Confira todas as imagens deste álbum


Matéria traduzida de fansvoice.jp:

Antes da abertura da Tokyo Comic Con 2022, que será realizada na Makuhari Messe a partir de sexta-feira, 25 de novembro, uma conferência de imprensa foi realizada na quinta-feira, 24 de novembro, em Tóquio, onde os convidados James McAvoy e Christopher Lloyd, bem como o embaixador deste ano EXILE AKIRA, subiram ao palco.

Vocês poderia nos dar algumas palavras, James McAvoy e Christopher Lloyd?
McAvoy
: Olá. Obrigado pelo seu tempo hoje. Esta é a primeira vez que participo de uma conferência de imprensa como esta antes da Comic Con, e estou animado porque é uma nova experiência para mim. Eu não quero decepcioná-lo.

Lloyd: Olá. Estou muito feliz por estar aqui no Japão. Esta será a minha quinta ou sexta vez vindo a Tóquio, mas eu realmente gosto de vir aqui. Ansioso para um bom fim de semana.

O que você achou quando ouviu a oferta para a Tokyo Comic Con?
McAvoy: Foi a primeira vez que soube que a Comic-Con se espalhou tanto pelo mundo. É uma experiência nova para mim. Quando recebi um convite para a Tokyo Comic Con, eu simplesmente disse que sim. Se eu puder vir a Tóquio, fico feliz com qualquer desculpa, e me divirto muito toda vez que venho a Tóquio. Espero que seja um fim de semana muito bom, como Christopher acabou de dizer. Tóquio é um lugar verdadeiramente maravilhoso, onde todos calorosamente acolhem, são educados e respeitosos. Foi quase a minha primeira experiência na Comic Con, mas consegui vir com tranquilidade.

Christopher Lloyd participou da Tokyo Comic Con online em 2020, mas qual foi a sua impressão de vir para a verdadeira Comic Con desta vez?
Lloyd: Estou muito feliz. Acho que foi no ano passado ou no ano anterior, mas nos Estados Unidos, bem na época do Dia de Ação de Graças, vim para o Japão com minha esposa, filho e sua noiva. Foi um grande momento. Estou cheio de expectativa de que terei um tempo maravilhoso desta vez também.

Você poderia nos contar sobre suas impressões e apelo do Japão?
Lloyd: É um lugar lindo. Visitamos… Gostaria de saber qual era o nome da ilha… Naoshima? Não me lembro do nome… Era um lugar lindo. Eu amo Kyoto porque eu recebo algo toda vez que eu vou. Então, em uma ilha portuária no sul…

AKIRA: Okinawa?

Lloyd: Ashita…

AKIRA: Ilha Awaji?

Lloyd: SIM! Gosto não só das zonas urbanas, mas também das zonas rurais.

E o Sr. McAvoy?
McAvoy: A grande coisa sobre o Japão é que ele tem dois lados: beleza, eficiência, limpeza, polidez e boas maneiras, mas também pode ter os momentos mais selvagens e loucos. É um lugar maravilhoso onde a beleza e o caos se misturam. Ao mesmo tempo, você pode desfrutar das melhores refeições. Eu acho que é a mistura de diferentes personalidades que torna este lugar tão emocionante e maravilhoso. Talvez não o Japão inteiro, mas pelo menos em Tóquio.

[…]

Tenho uma pergunta para os três. Havia um herói que você admirava quando criança? Além disso, diga-nos o que havia de bom naquele herói.
McAvoy: Eu estava falando sobre isso outro dia. Quantas crianças hoje admiram os super-heróis, quase religiosamente. Quando eu era criança, não estou dizendo isso porque estou aqui agora, mas realmente (falando se virando para Lloyd) você e os filmes de Michael J. Fox (De Volta para o Futuro) estava assistindo todos os dias. A menos que a escola estivesse me ocupando. Por alguns anos da minha vida, vocês foram realmente meus super-heróis e eu assisti seus filmes várias vezes. É tão dinâmico e simplesmente incrível. Acho que fui muito influenciado como ator por sua atuação. Aquele filme tinha um senso real de atuação, e acho que isso me deu muita inspiração. Então, quando eu era criança, não havia super-heróis como agora, mas os únicos filmes que adoro assistir repetidamente são “It”, “The Goonies” e “Top Gun”. Portanto, significa muito para mim estar sentado aqui ao seu lado.

Lloyd: O primeiro filme que vi foi o clássico filme americano “E o Vento Levou” (1939). Eu tinha uns 8, 9, 10 anos. Quando fui ao banheiro (no cinema), havia muitos vasos sanitários. Minha mãe teve dificuldade em me tirar de lá. A outra coisa é… quando eu tinha 12 anos, Laurence Olivier estrelou e dirigiu “Hamlet” (1948), e minha mãe achou que poderia ser muito difícil para mim, ou ela estava preocupada que pudesse ter um efeito adverso, mas ela levou me para a exibição. Foi realmente chocante. Até comprei o álbum e memorizei alguns de seus discursos. Foi realmente um grande negócio.

AKIRA, o que você está mais ansioso para ver na Comic Con?
AKIRA: Posso dizer que estou muito animado em ver a troca entre essas duas pessoas na minha frente agora, ou que é uma colaboração entre “De Volta para o Futuro” e o Professor X, e do ponto de vista dos fãs, acho que o espaço dos sonhos será realizado a partir de amanhã. O verdadeiro prazer da Comic-Con desta vez é que você pode apreciá-la com seus cinco sentidos, comida, visão e audição, então espero que você possa desfrutar desta Comic Con única, fazendo várias conexões e descobertas de vários ângulos.

Matéria traduzida de fansvoice.jp
Fotos: Gettyimages, fansvoice.jp, dtimes.jp